Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

terça-feira, 1 de maio de 2018

Angélica Rizzi participa da 28ª Feira do Livro no dia 3 de maio

A cantora, compositora, jornalista e escritora Angélica Rizzi é uma das atrações da 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul. A autora gaúcha participa do evento na quinta (3/5), às 14 horas, com o Sarau Poetinhas Iluminados, dedicado ao público infantil. E depois, às 19 horas, com o Sarau Poetas Iluminadas, onde a artista acompanhada do músico Davi Moreira apresenta um mix de música e literatura. O local das apresentações é no Salão Paroquial. A entrada é gratuita.

O Sarau Poetas Iluminadas de Angélica Rizzi é um dos destaques do trabalho da artista que é natural de Estrela no Vale do Taquari, mas que está radicada há mais de duas décadas na capital gaúcha. Um evento multimídia, dinâmico e interativo, onde Angélica fala de sua trajetória como jornalista, escritora e cantora/compositora. Há também espaço para ela homenagear seus ídolos literários e musicais. Angélica também apresenta canções autorais e releituras de sucessos do pop nacional e internacional.

No dia 20 de março deste ano, Angélica venceu como melhor intérprete POP no Prêmio Açorianos de Música 2016/2017, a maior premiação da música do Rio Grande do Sul. Seu mais recente CD 'Se Somos Nós', lançado em dezembro de 2016, concorreu como melhor álbum POP. O novo CD de Angélica e seus livros adultos e infantis estão disponíveis para compra na Feira do Livro e na próxima quinta-feira, durante o evento, a artista faz sessão de autógrafos.

Com uma trajetória profissional que conta mais de uma década, Angélica Rizzi é na atualidade um dos principais nomes femininos do universo artístico do Sul do país. Possui 13 livros publicados: uma coleção poética com cinco títulos chamada ‘Arco-Íris Poético’(2002); um livro de contos ‘Clube dos Solitários’(2010); um romance ‘O Poeta mais Velho do Mundo’ (2011); quatro obras de literatura infantil: ‘Manoelito o palhaço tristonho’ (2009); ‘Sol e as Ovelhas’ (2010); ‘Júlia a estrelinha’ (2011) e ‘O Pituco’ (2015). No final de 2016, lança sua primeira obra infantojuvenil ‘Todos os amigos de Clarice’, uma homenagem a um de seus ídolos literários, a escritora Clarice Lispector (1920-1977). Em 2017, lançou seu segundo infantojuvenil 'A Filha do Poeta', que de forma lúdica e metafórica faz alusão à mitologia greco-romana. Em seu trabalho musical, Angélica tem três CDs lançados ‘Águas de Chuva’ (2009); Angélica Rizzi à italiana (2011) e ‘Se Somos Nós’ (2016).

Os livros de Angélica Rizzi já foram adotados em diversas escolas do RS e também em instituições de ensino de SP, RJ e MG. A autora já participou de dezenas de feiras do livro e eventos culturais Brasil afora como a Bienal Internacional do Livro de Alagoas e a Feira Literária Raul Pompeia em Angra dos Reis. Suas composições podem ser ouvidas em várias rádios do Brasil e também de países como Uruguai, Argentina, Japão, Itália e Peru.

Em 2017, divulgou seu trabalho literário e musical na Argentina, no Uruguai e no Peru. A artista gaúcha foi entrevistada num dos principais programas da Rádio Uruguay 1050 AM, El Mural. No dia 23 de abril do ano passado, Angélica ganhou um especial e foi a artista da semana na rádio peruana Bossa Nova Peru Radio. Angélica também esteve divulgando seu trabalho na TV Pública Argentina e na cidade de La Plata.

‘O Pituco’: livro infantil de grande sucesso de Angélica Rizzi

O Pituco é a história de um cãozinho em situação de abandono que é adotado por um veterinário e sua família.  O argumento para o livro surgiu a partir de um fato real presenciado pela autora no ano de 2011, o cãozinho ‘Pituco’ realmente existe e hoje está muito bem amparado. A obra escrita por Angélica mistura realidade e ficção e tem sido um sucesso entre pais e filhos, educadores e, claro, o público ‘Pet Friendly’. O Pituco já foi destaque no maior portal de notícias sobre animais do mundo, da ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais). 

Mais sobre Angélica Rizzi:

A autora que também é cantora e compositora formou-se em Jornalismo pela Unisinos. Participou de oficinas literárias como a do Instituto Camões de Portugal, a do escritor Charles Kiefer e também ‘Alquimia da Palavra’ de Sérgio Côrtes. Fez também ‘curso de clown’ com Tuta Camargo e teve aulas no TEPA (Teatro Escola de Porto Alegre), ministradas pelo ator e diretor Adriano Basegio. Foi voluntária na associação sem fins lucrativos ‘Viva e Deixe Viver – Contadores de Histórias’, onde visitou hospitais contando histórias para crianças internadas.

Encenando a peça infantil ‘Manoelito o palhaço tristonho’ de sua autoria que deu origem ao livro homônimo visitou comunidades carentes da Grande Porto Alegre como a ‘Vila dos Papeleiros’ em Gravataí. Também fez contação de histórias e apresentação musical para internas da ala psiquiátrica do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas na capital. Quando do lançamento de 'O Pituco' em Belo Horizonte, doou exemplares da obra para a Associação Bichos Gerais no bairro do Horto na capital mineira, ONG que atende animais de forma gratuita.


Serviço:

Angélica Rizzi participa da 28ª Feira do Livro de Caçapava do Sul
Quando: 3 de maio, quinta-feira
Local: Salão Paroquial do município
Horário das atividades com a autora: 14 horas (Sarau Poetinhas Iluminados), público-alvo: infantil ; 
19 horas - Sarau Poetas Iluminadas - Apresentação que mescla música e pitacos literários com a participação do músico Davi Moreira acompanhando Angélica Rizzi 
Entrada Franca

Livros da autora à venda no local

Nenhum comentário:

Postar um comentário