Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

terça-feira, 26 de março de 2013

Falta um mês para a 23º festa literária

A XXIII Feira do Livro é dedicada ao escritor Francisco Pereira Rodrigues
Escritor Paulo Ledur também ministrará oficina
Escritor Caio Riter


“1º de Março! Honras à memória 
De Imperiais e Farrapos irmanados 
Na pacificação de nossa terra! 
Orgulhosos, à luz da tradições, 
festejamos a Paz, jamais a guerra!”


Verso do livro “A Esquecida Paz de Ponche Verde” composto em versos numa análise erudita e envolvente história do Rio Grande do Sul, o seu povoamento, as guerras da delimitação territorial e as revoluções, estas em detrimento da paz do escritor gaúcho Francisco Pereira Rodrigues, que completa no dia 23 de abril cem anos. A XXIII Feira do Livro de Caçapava do Sul será dedicada a este escritor já destacado na literatura brasileira com os seus 41 livros. Advogado e político, o escritor é natural de Santo Amaro/RS. Foi vereador de Itaqui, Taquari e Farroupilha. Também foi eleito prefeito de General Câmara na década de 60.

Os dez dias da 23° edição da festa literária caçapavana têm como Patrono de 2013 o escritor Airton Ortiz e é, em tudo, voltada à valorização da leitura e do livro e traz a presença de renomados escritores como, por exemplo, Paulo Flavio Ledur, Caio Riter, Blau Souza e Kalunga.

Além das inúmeras atividades artísticas em diversas modalidades, um dia de atenção a Caçapava do Sul será dado ao tema do Patrimônio Histórico de nossa cidade cujas atividades estão aos cuidados do escritor caçapavano Euclides Torres.

Três oficinas literárias serão oportunizadas: com os escritores Paulo Flavio Ledur e Kalunga, das 9 às 12h dos dias 29 e 30 de abril, será ministrada a oficina “Nosso aluno precisa pensar mais e decorar menos”; com o escritor Airton Ortiz, das 9 às 12h dos dias 1º e 2 de maio, será realizada a oficina “Diário de Bordo” e com Juliano Canal e Morgana Rodrigues,  no dia 3 de maio das 9 às 12h e das 15 às 18h, ministrarão a oficina “A arte de contar histórias”. Todas serão realizadas no Instituto Estadual de Educação Dinarte Ribeiro.

domingo, 24 de março de 2013

A Arte de Contar Histórias

A oficina literária "Contação de histórias" confirmada nas XXIII Feira no dia 03 de maio: das 9 às 12 e das 15 às 18 horas. Confira:

 *A Arte de Contar Histórias

“Contar uma história é dar um presente de amor”. – Lewis Carrol

Provavelmente a arte de contar histórias, começou com um homem sentado em sua caverna ao pé do fogo, contando suas bravatas ás mulheres e crianças. Vania Dohme em seu livro “Técnicas de contar Histórias” afirma que essa arte existiu sempre, desde quando o homem começou a falar e articular as palavras. Certamente um contador terá melhor audiência quando descrever detalhes, na medida certa, sem demasia, tendo graça, humor, e fazendo sua platéia sentir as emoções descritas como se as tivesse vivendo. 

Por isso a experiência de ouvir e contar histórias é uma antiga arte ligada á essência do ser humano. As narrativas tradicionais expressam em imagens as verdades mais profundas da vida. 

Essa oficina busca por meio de dinâmicas e vivências, despertar os contadores de histórias em cada um, estimulando com técnicas elaboradas, a faceta sensível e poética inerente no ser humano, aprimorar sua capacidade expressiva e formar não somente leitores, mas antes de tudo, cidadãos sensíveis e humanizados pronto para contar suas histórias.

  Dos Objetivos:
·        Sensibilizar o talento criativo do participante para ouvir e intuir histórias;
·        Integrar o conhecimento e a sabedoria milenares das histórias  ao nosso cotidiano;
·        Familiarizar o participante com as técnicas de contar histórias;
·        Estimular cada integrante a contarem histórias em seu dia-a-dia.


Da Metodologia:


·        Exercícios interativos, de sensibilização e observação de si mesmo e do outro,

·        Atividades com jogos teatrais;

·        Exercícios de ler, ouvir e contar histórias;

·        Momento de fazer uma ficha descritiva da história que será contada.


Do Público Alvo:

·        Professores;

·        Bibliotecários;

·        Todos que queiram conhecer e vivenciar e trocar idéias sobre a arte de contar histórias;

·        No mínimo 8 participantes e no máximo 40.



*Pede-se que o participante tenha mais de 15 anos.

Das Necessidades:

·        Sala ampla;

·        Dois balões para cada participante;

·        Aparelho de son com cd;

·        Folhas e canetas para cada participante;

·        Xerox de material para os participantes.

Da Categoria:

·        Modulo I oficina resumida duração 3h em um único turno.

·        Modulo II oficina com 6h de duração dividida em dois turnos.
Dos Oficineiros:
  •  Juliano Canal é ator, DRT nº 9925, diretor e cenógrafo, tem em seu currículo sete prêmios de ator em festivais de teatro. Realizou diversos trabalhos como ator, entre eles: Ifigênia em Aulis + Agamenon, direção de Luciano Alabarse (2011); Fantoches, direção de Gustavo Dienstmann (2011); Nas Profundezas do Bosque, direção de Luís Fabiano Oliveira (2010); O que Seria do Vermelho se não Fosse o Azul, direção de Roberto Oliveira (2009); O Pequeno Imperador e A caravana da Ilusão, ambos sob direção de Gustavo Dienstmann (2006); Perdoa-me por me Traíres, direção de Jacqueline Pinzon (2006); Dois Perdidos numa Noite Suja, direção Gustavo Dienstmann e Juliano Canal (2004); O Reino da Rainha Sofia, com direção de Nilton Filho (2002); No Meio de Nós, direção coletiva (2000). Como cenógrafo destaca-se: Aurora da Minha Vida (2008); Enquanto o Circo Pega Fogo (2007); A História da Cobra Grande (2005). 
  • Morgana Rodrigues, produtora, contadora de histórias, atriz sob DRT nº 10925, acadêmica de Teatro: Licenciatura na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS, organizadora do Festival Estudantil de Teatro da Escola Rural, em Osório, têm em seu currículo quatro prêmios de atriz coadjuvante em festivais de teatro. Entre seus trabalhos como atriz, destacam-se: Edward, o retorno, direção de Cândida Bazanella (2011); Pequenos Fatos – a vida real pode ser fantástica, e, Fantoches, ambos direção de Gustavo Dienstmann (2011); O que seria do Vermelho se não fosse o Azul (2010), direção de Roberto Oliveira; Os Peregrinos, direção de Juliano Canal (2010); Carmem, direção de Flávio de Ávila (2009); O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá e A Farsa do Panelada, ambos sob direção de Viviane Dutra (2008); Aos Olhos da Gente, direção Rosane Gomes (2008); O Moço que casou com Mulher Braba, direção coletiva (2007); O Auto da Compadecia, direção Viviane Dutra (2006). 
 *Matéria fornecida pelo Coordenador da XXIII Feira, Pedro Vanolin.
 

sexta-feira, 15 de março de 2013

Organizadores apresentam novidades da 23ª Feira do Livro

Fonte: http://www.gazetadecacapava.com.br/

Em reunião realizada na quarta-feira, dia 13, na Casa do Poeta, a comissão organizadora da Feira do Livro, apresentou algumas novidades para a 23ª edição do evento que será realizado de 26 de abril a 05 de maio, no Salão Paroquial.

Neste ano a Feira será dedicada aos cem anos do renomado escritor, Francisco Pereira Rodrigues. Natural de Santo Amaro, interior do Rio Grande do Sul, já publicou mais de trinta obras, cem artigos e, ainda, seis antologias.

Praticamente definida, a programação, conta com inúmeros atrativos. No dia 26, acontece o show “Cantigas de Litoral” com a cantora Loma Pereira e o músico Carlos Catuípe. Dia 28, haverá um debate sobre a importância da leitura (e sua influência na vida de cada um) com os escritores Airton Ortiz, Paulo Flávio Ledur e Euclides Pinto Torres, com mediação de Rivadavia Severo e espaço destinado à participação do público. Dia 30, será dedicado ao tema “Patrimônio Histórico de Caçapava do Sul” e terá coordenação do escritor Euclides Torres.

Outra novidade, que a comissão organizadora da feira está trabalhando, é o projeto Caravana dos Escritores, desenvolvido pela Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), com recursos do Ministério da Cultura (MinC) e em parceria com a Câmara Brasileira do Livro (CBL). A proposta é viabilizar a participação de escritores na programação cultural dos eventos cadastrados no Circuito Nacional de Feiras de Livro e Eventos Literários. Através do projeto, as despesas com cachê e viagem fica por conta do MinC.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Preparos para 23° Feira do Livro de Caçapava do Sul


A Comissão Organizadora da Feira do Livro reuniu-se, nesta segunda-feira(11), para o preparo das atividades da 23° Feira, que acontece em 10 dias a partir de 26 de abril, no Salão Paroquial.

Entre os assuntos da pauta foi confirmada a vinda de Loma Pereira, presidente do Conselho Estadual de Cultura, para o dia 26 de abril que fará apresentação “Cantigas de Litoral”. Também já estão confirmados os escritores Airton Ortiz (Patrono 2013) e Paulo Ledur, Blau Souza e Caio Ritter e Euclides Torres como escritor local. As duas primeiras oficinas já estão definidas. Ledur vai ministrar “Nosso aluno precisa pensar mais e decorar menos” e Ortiz “Diário de bordo”.
 
A feira de 2013 será dedicada ao escritor gaúcho Francisco Pereira Rodrigues, que estará completando 100 anos no dia do livro, 23 de abril.

Ainda, escritor Euclides Torres defendeu o tema “Defesa do Patrimônio Histórico” para ser abordado na feira. “É necessário que o conjunto de bens do nosso Patrimônio continue fazendo parte da vida das pessoas, inclusive adquirindo novos usos e significados.”

Parceria para Feira do Livro 2013


Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Caçapava do Sul
           Farrapo

Uma Comissão da Feira do Livro de Caçapava do Sul, formada pelo Coordenador Geral Pedro Vanolin, Lislair Leão e Denise Burin, estiveram na Câmara de Vereadores para apresentar ao vice-presidente Peter Linhares (PMDB) e o Diretor Geral Ériton Talarico, os novos projetos para 2013 e fortalecer a parceria com o Poder Legislativo. Este ano a Feira Será realizada de 26 de abril a 5 de maio, no Salão Paroquial.

Vanolin disse que para este ano estão tentando trazer um escritor de renome nacional, através do projeto Caravana de Escritores, onde o Ministério da Cultura entra com o transporte deste escritor até Porto Alegre e paga seu cachê, ficando apenas o transporte até Caçapava e a hospedagem por conta da feira. “Tentamos melhorar a Feira a cada ano, trazendo grandes escritores para o público caçapavano”, finalizou Pedro.


Convidou o presidente em exercício para confirmar a data da tradicional Sessão Solene que é realizada no dia 2 de maio. Peter confirmou que a Sessão está agendada e será uma grande honra participar novamente da Feira do Livro de Caçapava.


Vanolin solicitou também que a Câmara de Vereadores siga com a parceria com a Feira do Livro em fazer o transporte de alguns escritores que participam do evento e realizam oficinas literárias, que podem ser feitas pelos professores do município. “É um momento especial, onde a comunidade e professores tem a oportunidade de fazer uma oficina com grandes nomes da literatura”, conclui Vanolin.


Peter Linhares finalizou a reunião colocando a Câmara à disposição da Feira do Livro, e salientou que o evento é de grande importância cultural para Caçapava do sul, pois nestes últimos anos, recebemos muitos escritores famosos, peças de teatro, oficinas e muitas outras atividades culturais que são de extrema importância para a formação do cidadão. É um momento onde alunos de escolas, artistas da nossa terra podem se apresentar para a comunidade, finalizou Peter.


Por Daniel Miranda