Patrono 2017 - Paulo Flávio Ledur

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Teatro Por Que Não ?




“O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”

O temperamento do Gato Malhado não era nada bom. Bastava aparecer no parque para todos fugirem. E ele ia tocando a vida com a indiferença habitual. Até que, chegada a primavera, o Gato nota que a Andorinha Sinhá não tem receio algum dele. Foi o suficiente para que dali nascesse a amizade dos dois, que se aprofunda com o tempo. 

Inspirado no conto homônimo de Jorge Amado, o espetáculo, que será apresentado na Feira do Livro de Caçapava do Sul, mostra a transformação das criaturas sob a influência do amor, num desenrolar de declarações que permeiam as quatro estações. Gato e andorinha, espécies que originalmente vivem em descompasso, apaixonam-se e degustam de uma melodia que aos poucos sofre a interferência dos ruídos do restante da população que vive no parque.

Com cor, brilho, música e poesia, quatro atores contam e cantam a história de Jorge Amado.
Na montagem do espetáculo, o grupo investiu na contação da história também através da trilha sonora, executada ao vivo pelos atores. 

Há também, na cenografia e no figurino, o uso de sucata como matéria-prima, fazendo com que a reciclagem se torne o mote da criação estética desses elementos.

Com direção e iluminação de Juliet Castaldello, a peça tem potencial para divertir crianças, jovens e adultos no dia 8 de maio, em duas apresentações no Clube União Caçapavana: às 10 horas e às 14 horas. E a outra boa notícia? Entrada franca. Sejam todos bem-vindos, atores e público.

Pedro Vanolin
Coordenador da XXII Feira do Livro

sábado, 28 de abril de 2012

Visita a Feira do Livro de São Sepé


O Coordenador da XXII Feira do Livro, Pedro Vanolin, a Xerife, Denise Burin, a Presidente da Casa do Poeta de Caçapava do Sul, Felícia Teresinha Soares e a Escritora, Lislair Leão Marques, representando a Comissão Organizadora da Feira de Caçapava do Sul prestigiaram a Feira do Livro de São Sepé. Foram recepcionados pela Diretora Cultural da Fundação Cultural Afif Jorge Simões Filho, Mirian Garcez Xavier. Na oportunidade os visitantes caçapavanos à feira de São Sepé divulgaram o evento literário de Caçapava do Sul que começa no próximo dia 4 e se prolonga até o dia 10 de maio.

A Feira do Livro de São Sepé foi um sucesso e a Patrona da edição foi à escritora e professora Ruth Farias Laré.


Receita de Homem, de Ruth Farias Larré


Ruth Farias Larré é professora, escritora, poetisa, cronista, contista, declamadora, cadeira nº 5 da Academia Santamariense de Letras.

As muito feias que me perdoem,                                                                              
Mas beleza é fundamental.
(Vinicius de Moraes - "Receita de mulher")



Os muito rudes que me perdoem,
mas ternura é fundamental.
É preciso que haja sempre algo de amor em tudo isso.
É preciso que, ao apear em nosso território,
o homem traga os peçuelos pesados de carinho.
Que chegue ousado, pra tomar posse,
mas ciente de que nunca será senhor absoluto.
É preciso, é absolutamente preciso
que o macho seja homem.
Que venha como quem chega ao mais belo campo de batalha
e aceite, na luta, ser dominador e dominado.
Que traga olhos de melancolia
pra despertar os necessários devaneios em horas de não-ser.
Mas que, às vezes, saiba ser um pouco irreverente,
que tenha risos pra rir de vez em quando
e carregue enormes reservas de humor inteligente.
Que, ao som de valsas, de tangos ou milongas,
altivo ou entonado,
seu corpo se incendeie em ritmo e, ao contato do frágil corpo companheiro,
levitem ambos na incomparável magia de dançar.
Que suas mãos conheçam os segredos de todas as carícias
e, nas escuras horas luminosas, saibam caminhar em andanças milagrosas,
provocando avalanches, quedas d'água, terremotos...
Ah, deixai-me dizer-vos que é todo imprescindível
Que também haja um largo peito de aconchego
e fortes braços de abraçar carências.
E, embora não seja de todo carecente, é recomendável
que haja um sombreado de barba numa cara expressiva e benfazeja.
É preciso que ele tenha boca de muito beijar e de belo falar:
de voz intensamente morna, grave, insinuante.
Mas também é muito preciso que tenha ouvidos
de ouvir e de entender.
Que se enterneça ao canto, ao assobio, à melodia,
e à musicalidade da palavra em poesia.
Que ame o céu azul, os verdes campos, os morros,
o sol, a chuva, a lua, as águas cristalinas,
o poderoso mar de eternas vagas.
Que se sinta atraído por novas descobertas
e se disponha a desbravar caminhos.
Que não se queixe nunca de envelhecer na alma,
pois que o espírito jamais pode perder o vigor dos verdes anos.
É, pois, absolutamente necessário que ele saiba suportar
os açoites de todos os minuanos,
quando atacam, sorrateiros, em inesperadas volteadas de coxilhas.
É importantíssimo que o homem seja alto,
alto nos pensares e sonhares.
E capaz de compreender o pensar e o sonhar da amada.
Que seja generoso
E não cultive o azedume das querelas.
Que saiba tão bem pedir como ofertar
o fruto doce do perdão e da harmonia.
E que haja sempre dignidade nos seus passos.
E amor à vida, ao irmão, ao Pai Maior.
É preciso, enfim, que, enlaçando seu destino à bem-amada
e sendo pai, amante, companheiro,
nunca se esqueça de levá-la, às vezes,
numa rede tecida só de enlevos,
para o mágico país dos namorados.


Escritora Ruth rodeada de escritores sepeenses e santamarienses

 

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Gabriel, o Escritor


Acabou a polêmica. Com direito a uma linda foto estilo Rodin na capa de Zero Hora, Gabriel, o Pensador aceitou a tradição dos escritores gaúchos. Desistiu do cachê de 170 mil reais e vai ser Patrono da 27ª Feira do Livro de Bento Gonçalves sem ganhar nada. Há exatamente trinta anos, Moacyr Scliar fez o mesmo quando foi Patrono da Feira do Livro de Porto Alegre. Assim fizemos todos nós, seus colegas destas plagas do sul, quando tivemos a honra de ocupar esse posto. E acho que isso responde a pergunta do Diretor-geral do Tribunal de Contas do Estado, Valtuir Pereira Nunes, quando julgou interessante averiguar se os agraciados recebem algum valor por isso.

Não, senhor, não ganhamos nada. E não porque somos bobos. Se o Fabrício Carpinejar aceitara receber um cachê de mil reais para participar da mesma Feira (e desistiu disso ao saber o que o Gabriel ganharia), foi simplesmente porque desejava que o evento fosse realizado, mesmo com as dificuldades de recursos que limitam todas as atividades culturais. Ou alguém ficou feliz em tomar conhecimento, na mesma reportagem, que as duas bibliotecas mantidas pela Secretaria de Cultura de Porto Alegre recebem apenas dez mil reais por ano para sua sobrevivência?

No Conselho Estadual de Cultura, costumamos dizer que o maior inimigo nosso no Rio Grande do Sul é o 007. Não o James Bond, é claro, mas o percentual de 0,07 do orçamento gaúcho dedicado à área cultural.

Em programa da Rádio Gaúcha realizado na madrugada do Dia do Livro, Cyntia Moscovich, Ivan Pinheiro Machado e eu não criticamos Gabriel, o Pensador porque ia receber um cachê tão elevado numa Feira do Livro. Valorizar sua arte (e ele é um músico de grande valor e um escritor distinguido com o Prêmio Jabuti) não desmerece nenhum profissional. O que ninguém estava entendendo é porque recursos tão generosos estavam sendo direcionados para um único escritor, enquanto seus colegas continuariam recebendo cachês insignificantes.

Aceitando ombrear-se conosco na tarefa árdua de manter a cultura gaúcha com algum prestígio, mesmo sem verbas para atividades fundamentais, Gabriel assumiu em definitivo seu novo título. Desistir de um cachê digno de um Gabriel Garcia Marques demonstra o quanto ele deseja, realmente, investir seu talento na literatura. Bem vindo entre nós, Gabriel, o Escritor.

Alcy Cheuiche                                                                          
Escritor


quarta-feira, 25 de abril de 2012

Divulgação Oficial



O Coordenador da XXII Feira do Livro, Pedro Vanolin e a Diretora do Centro Cultural, Cátia Cilene Morais Dutra, fizeram a divulgação oficial do evento ao Prefeito Municipal de Caçapava do Sul, Zauri Tiaraju, com a entrega do cartaz da feira e o convite para a solenidade de abertura no próximo dia 4 de maio. 

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Novidades da Feira do Livro

Fonte: Jornal Gazeta de Caçapava

Muitas atrações estão programadas para a 22ª Feira do Livro, que acontecerá de 04 a 13 de maio, no salão paroquial. Entre elas, a biblioteca ambulante do Sesi, que será instalada próxima ao local.
 
Haverá apresentações de teatro com o grupo “Por que Não”, de Santa Maria, audição dos corais Vivência e Infantil Municipal; apresentação com os Chimangos e invernadas artísticas dos CTGs Sentinela dos Cerros, Família Nativista e Sentinela do Forte, grupo da Escola Dinarte Ribeiro; oficinas literárias com Dilan Camargo, Jane Tutikian, jogos de expressão com Mario Pirata; palestras com Alcy Cheuiche, Ayrton Ortiz, Euclides Torres e Rivadavia Severo; filme sobre obra de Simões Lopes Neto, participação das escolas, Musiclass e grupo Clara Nunes.
 
Destaque especial para o 3º Prêmio Literário e lançamento de livros de autores caçapavanos. Estão confirmadas as presenças de Alfredo Laureano Brum, Euclides Torres, Felicia Soares Lopes, Ivan Pessoa Moreira, José Antonio Severo, Lislair Leão Dias, Lori Krusser e Zeno Dias Chaves.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Dia dedicado à Poesia e às crianças: 9 de maio

9 às 12h: oficina de poesia e criatividade “Os Elefantes Também Voam” – Jogos de expressão e linguagem, ministrada por Mário Pirata (1ª parte), no I.E.E. Dinarte Ribeiro.
9h: abertura da feira e palestra “A Cordilheira dos Andes, na visão de um mochileiro”, por Rogério Marques Silva e Bruno Freitas Silva.
10h: palestra/show de Airton Ortiz: Uma volta ao mundo em 13 livros”.
11:30h: fechamento da Feira. ila
14h: reabertura da Feira e apresentações artísticas: APAE; Escola Técnica Estadual Rubens da Rosa Guedes; E.E.E.F. Profª Eliana Bassi de Melo e E.E.E.F. Cônego Ortiz.
14:50h: lançamento da revista de histórias em quadrinhos “Poderes sobre a terra”, de Mariana Freitas Scherer.  Obs: a autora permanecerá na feira durante a atividade do Mário Pirata, autografando a revista.
15h: “Roda de Poesia”, atividade de Mário Pirata com as crianças.
19h: apresentação do Coral Municipal Infanto-Juvenil, com regência do prof. Luiz Hugo Burin.
19:30h: homenagem à poetisa Núbia Lopes Ilha. Oradora: Isa Dóris Teixeira de Macedo.
20h: homenagem ao poeta Mário Pirata. Oradora: Adriana Pozzebon e Turma 51, do Colégio Coeducar.
20:15h: Mário Pirata fala sobre “Poesia, Verso e Magia do Universo”.
21h: sessão de autógrafos de Mário Pirata.
22h: fechamento dos estandes.

Dia dedicado à literatura de viagem: 8 de maio

9 às 12h: oficina “A poesia para crianças e jovens” ministrada pelo poeta Dilan Camargo, (2ª parte), no I.E.E. Dinarte Ribeiro.
10h: apresentação da peça teatral “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”, no Clube União Caçapavana, pelo grupo “Teatro Por que Não?”.
14h: abertura da Feira e, no mesmo horário, no Clube União Caçapavana, a reapresentação de teatro “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”.
15:30h: oficina “Coco de Roda” no Clube União Caçapavana, ministrada por Juliet Castaldello.
19h: apresentação de Luana Raquel Wojciechowski, acompanhada pelo prof. Nilo Silveira, da Escola de Música Novos Talentos.
19:15h: apresentação da Academia & Studio de Dança Fonso Nobre.
19:30h: homenagem ao prof. Eduardo Marin.  Orador: Jacques Duarte Cassel.
20h: saudação ao escritor Airton Ortiz.  Orador: Marcos Soares Reckziegel.
20:10h: palestra/show de Airton Ortiz: Uma volta ao mundo em 13 livros”.ila
21h: sessão de autógrafos do escritor Airton Ortiz.
22h: fechamento dos estandes.

Dia dedicado à poesia: 7 de maio

9 às 12h: oficina “A poesia para crianças e jovens” ministrada pelo poeta Dilan Camargo, (1ª parte), no I.E.E. Dinarte Ribeiro.
9h: abertura da exposição de aquarelas de Lislair Leão Marques “Flores a Vovô Miguel” no I.E.E. Dinarte Ribeiro. Visitação em horário escolar até o dia 12.05.2012.
14h: abertura da Feira e apresentações: AABB Comunidade e E.M.E.F. Patrício Dias Ferreira.
14h: abertura da Biblioteca Móvel Itinerante do SESI, instalada nas proximidades do Salão Paroquial. Permanecerá aberta à visitação da população até o dia 14 de maio, das 14 às 22h, com leitura, atividades educacionais, artísticas, recreativas e culturais. Acesso gratuito.
14:30h: Dilan Camargo bate-papo com as crianças: “BrincRIar: o recreio das rimas.
19h: apresentação da cantora Jordana Henriques.  
19:20h: homenagem à poetisa Binóca da Costa Walmarath. Oradora: Bernardete Lima Rodrigues.
19:30h: músicos Duda Brito e Luiz Hugo Burin fazem homenagem ao poeta e letrista Dilan Camargo.
20h: "Quem lê cria a própria história", palestra do poeta Dilan Camargo. 
21h: sessão de autógrafos de Dilan Camargo.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Selecionados os concorrentes ao 3º Prêmio Literário


A Casa do Poeta de Caçapava do Sul (Capocaça) divulgou neste terça-feira, dia 17, os escritores selecionados para a terceira edição do Prêmio Literário Legislativo.

Ao total foram inscritos 433 trabalhos de estudantes do ensino fundamental, médio e superior e pessoas da comunidade
em geral. A avaliação das poesias e crônicas foi realizada por uma equipe de professores de Língua Portuguesa e sócios da Casa do Poeta, entre os dias 09 e 11 de abril.

As poesias e crônicas selecionadas serão publicadas num livro e resultado final será conhecido durante Sessão Solene no dia 10 de maio na 22ª Feira do Livro de Caçapava do Sul, com a entrega da premiação e o lançamento do livro do concurso literário. O projeto é desenvolvido pela Casa do Poeta, com apoio da Câmara de Vereadores.


*Quem estará no livro

Alice Pereira - TIJUCAS - SC
Ana Cristina Mendes Gomes - SÃO PEDRO DA ALDEIA - RJ
Ana Paula Imaculada Rodrigues da Costa - TIJUCAS - SC
André Caldas - HUMAITÁ - RJ
André Kondo - TAUBATÉ - SP
André L. Soares - GUARAPARI - ES
Antônio Baracat - ITABUNA - BA
Cristiano Rosa - PAROBÉ - RS
Edgley Silva - SÃO PAULO - SP
Edson Luis de Lima Marques - CAÇAPAVA DO SUL - RS
Eduardo Ferreira Moura - RIO DE JANEIRO - RJ
Edweine Loureiro - SAITAMA - JAPÃO
Érecles G. Horstamm - TIJUCAS - SC
Francisco Ferreira - BETIM - MG
Geraldo Trombin - AMERICANA - SP
Gilberto Garcia da Silva - PRAIA GRANDE - SP
Graziela Nunes - TIJUCAS - SC
João Paulo Hergesel - ALUMÍNIO - SP
Karline Costa - ARACATI - CE
Karolene de Oliveira Ramires - CAÇAPAVA DO SUL - RS
Letícia da Silva Antunes - TIJUCAS - SC
Luiz Hugo Burin - CAÇAPAVA DO SUL - RS
Maria Celeste de Souza Carloto - PORTO ALEGRE - RS
Márwio Câmara - SANTA CRUZ - RJ
Matheus Alves de Campos - TIJUCAS - SC
Paula Giovana Pereira dos Santos - CAÇAPAVA DO SUL - RS
Perpétua Amorin - FRANCA - SP
Márcia Regina Araújo - RIO DE JANEIRO - RJ
Reginaldo Costa de Albuquerque - CAMPO GRANDE - MS
Renato Soares Renato Soares - SANTANA DA BOA VISTA - RS
Roger Fabiano Pacheco Alves - CAÇAPAVA DO SUL - RS
Roque Aloísio Weschenfelder - SANTA ROSA - RS
Sérgio Bernardo - NOVA FRIBURGO - RJ
Silvana Michele Ramos - ANANINDEUA - PA
Tatiana Alves  - RIO DE JANEIRO - RJ
Ubiratã José Mendes Soares - CAÇAPAVA DO SUL - RS
Vania Lara Vargas Becker - SÃO SEPÉ - RS
Vilmar da Silva Santos - VILA NOVA DO SUL - RS

(*Fonte: Casa do Poeta)


Por Marcelo Marques

jornalismo@farrapo.com.br

Câmara oficializa a devolução de recursos em favor da Feira do Livro


Nesta quarta-feira, dia 18, o coordenador da comissão organizadora da XXII Feira do Livro de Caçapava do Sul, Pedro Vanolim Macedo, esteve reunido na Câmara  com o vereador Ilson Tondo (PP), Presidente do Legislativo e com o Diretor Geral da Casa, Eriton Talarico, para tratar de assuntos referentes ao apoio da Câmara ao evento.

Durante a reunião, o Presidente oficializou a devolução de R$ 2.500,00 de recursos do Legislativo para serem destinados à Feira. Vanolim recebeu a cópia da resolução de mesa em que a Câmara abriu mão deste valor em detrimento ao evento cultural, desta forma, a Prefeitura deve repassar a feira o valor, após o dia 20 de abril.

Além dos recursos do Legislativo, a Prefeitura deve repassar também ao evento cerca de R$ 15 mil, para serem utilizados na logística da feira.

Outro ponto também abordado na reunião foram os dias em que o veículo do Poder Legislativo ficará a disposição da organização da feira, para o transporte de escritores, que virão ministrar oficinas e palestras durante a festa cultural.
Fonte: Blog do Lorenzo e Farrapo

A XXII Feira do Livro de Caçapava do Sul acontecerá no período de 04 a 13 de maio, no Salão Paroquial. Mas dia 10 de maio haverá a Premiação do III Prêmio Literário Legislativo, uma parceria entre a Câmara de Vereadores e a Casa do Poeta – CAPOCAÇA, que premia os trabalhos literários de autores caçapavanos e estudantes de instituições de ensino do município, do Estado e Particular, além de participantes de outros municípios e Estados da Federação.

O Livro com os melhores trabalhos também será lançado neste dia, com uma sessão de autógrafos dos vencedores.

Este ano o Prêmio Literário obteve mais de 400 inscritos, recebendo trabalhos até mesmo de fora do Brasil. Pelo regulamento os trabalhos são poesias, crônicas e contos.

terça-feira, 17 de abril de 2012

O explorador, o aventureiro Airton Ortiz está de volta



O dia 8 de maio, neste ano, na Feira do Livro, será dedicado à literatura de viagem. De manhã e de tarde crianças e adultos poderão viajar pela imaginação, assistindo no Clube União “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá”, uma peça teatral com entrada franca. 

Na programação noturna da Feira vai acontecer outra viagem mais ousada, pilotada pelo criador do gênero Jornalismo de Aventura, o explorador, aventureiro e fotógrafo Airton Ortiz.

O jornalista especializado em reportagens internacionais, sobre a natureza selvagem, propõe uma palestra/show intitulada “Uma volta ao mundo em 13 livros”. Com simplicidade, numa linguagem quase coloquial, o homem que escalou as montanhas mais altas do mundo, que atravessou mares e desertos, que conviveu com as mais estranhas tribos africanas, vai contando as suas histórias. Algumas dessas histórias, por incríveis ou inacreditáveis, às vezes fazem-no passar por mentiroso, mas basta ler os seus livros, baseados em dados e fatos, para se perceber que a nossa imaginação é que é limitada ou reduzida, diante da experiência do jornalista, que tem matérias publicadas na maioria dos grandes jornais e revistas brasileiros, como Zero Hora, Jornal do Povo, Jornal do Brasil, TERRA, Horizonte Geográfico e Giro & Aventura, entre outros. 

Há três anos Ortiz é jurado da revista VEJA, edição especial de turismo, que escolhe O melhor do Brasil. Inclusive, em virtude do seu talento multifacetado, os ouvintes da Rádio Gaúcha sabem disto, Airton é comentarista do programa Galpão do Nativismo, especializado na cultura regionalista do Rio Grande do Sul.

Ele já esteve na Feira do Livro de Caçapava em outras oportunidades, mas a cada volta traz na bagagem mil histórias interessantes pra contar. Agendem-se. Não custa nada.



por
Pedro Vanolin Macedo
Coordenador da Feira do Livro de Caçapava do Sul

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Aventuras e expedições que viraram livros

Fonte:
Jornal Gazeta de Caçapava


Existem diversas formas de se escrever um livro. Pode ser baseada em experimentos científicos, com temas do cotidiano ou inteiramente da imaginação, e aí vale a criatividade do autor. Mas há também aqueles que preferem contar histórias sobre suas experiências e aventuras vividas. E é neste último caso que se encaixa o jornalista e escritor, Airton Ortiz.

Natural de Rio Pardo, o escritor já visitou mais de 80 países e suas expedições deram origem a 14 livros. Em entrevista a Gazeta nesta semana, ele falou sobre a vida pessoal, profissional e das duas palestras que irá proferir nos dias de 08 e 09 de maio, durante a XXII Feira do Livro de Caçapava do Sul.

Gazeta - Quando e porque decidiu seguir a carreira de escritor?
Airton Ortiz - Minha carreira de escritor foi uma sequência natural do jornalismo, quando troquei a mídia jornal pela mídia livro, que me permite aprofundar os assuntos tratados.

Gazeta - Quantos e quais livros já publicaste?
Airton Ortiz - Já publiquei 14 livros.
a)     Coleção Viagens Radicais (reportagens, na ordem que foram publicados)
1)    Aventura no topo da África
2)    Na estrada do Everest
3)    Pelos Caminhos do Tibete
4)    Cruzando a Última Fronteira
5)    Expresso para a Índia
6)    Travessia da Amazônia
7)    Egito dos faraós
8)    Na trilha da Humanidade
9)    Em busca do Mundo Maia
10)  Vietnã Pós-guerra.
b)    Coleção Expedições Urbanas (Crônicas sobre cidades)
1)    Havana
2)    Jerusalém
c)    Coleção Romance (romances de aventura)
1)    Cartas do Everest
2)    Gringo (no prelo)
d)    Fotografia
1)    Retratos da Terra

Gazeta - Conte um pouco sobre suas expedições. O que você aprendeu, viu e sentiu com essas aventuras?
Airton Ortiz - Nos últimos 15 anos percorri 80 países para escrever esses livros. O contato com as outras culturas, em especial aquelas que ainda preservam suas características, foi fundamental na formação da minha visão de mundo. A diversidade abre o nosso coração, ilumina a nossa mente; nos livra dos preconceitos. Enfim, viajar nos enriquece tanto profissional quanto pessoalmente. Gosto de pensar que a nossa vida é o resultado dos livros que lemos, das viagens que fazemos e das pessoas que amamos.

Gazeta - Conseguiu “colocar” todo esse aprendizado nos seus livros?
Airton Ortiz - Em termos de informação não, porque cada livro aborda um tema específico e muitas das experiências vividas foram deixadas de lado da narrativa. Mas em termos humanísticos, sim; pois meus livros são reflexos de todo este aprendizado.

Gazeta - Estas experiências serão o tema das suas palestras na Feira do Livro de Caçapava? Quais assuntos serão abordados?
Airton Ortiz - Sim. Falarei um pouco sobre as viagens que deram origem aos livros. Mostrarei fotos, contarei das expedições, responderei perguntas.

Gazeta - A palestra será realizada em que dia da Feira?
Airton Ortiz - Dia 8, às 20h10min, na feira e dia 9, de manhã, em uma escola.

Gazeta - Qual é a sua expectativa para participar da XXII Feira do Livro do município?
Airton Ortiz - A feira de Caçapava é uma das mais bem organizadas do Rio Grande do Sul. Além dessa ótima organização, ela dá uma ênfase muito grande à leitura, sendo muito mais um evento cultural do que comercial. Gosto disso.

Feira do Livro

Fonte: Jornal do Pampa

A 22ª Feira do Livro de Caçapava será dedicada aos cem anos da primeira publicação do livro “Contos Gauchescos”, de Simões Lopes Neto. A confirmação foi feita nesta semana pela comissão de organização do evento, que também divulgou a programação com os nomes de escritores, palestrantes e oficineiros convidados.

No dia 4 de maio deve participar da solenidade de abertura o Secretário de Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, escritor Luiz Antonio de Assis Brasil; a representante do Ministério da Cultura nos Estados do Sul do País, Margarete Moraes, e o Presidente do Conselho Estadual de Cultura, jornalista Walter Galvani.

Neste dia, também será exibida a gravação da cerimônia de transmissão do cargo de Patrono da Feira, de José Antonio Pinheiro Machado para Rivadavia Severo. O Anonymus Gourmet não poderá estar presente devido a compromissos no exterior.

As homenagens ao Patrono da Feira, Rivadavia Severo, acontecem no dia 5 de maio. O espetáculo MusiClass deverá ser uma das atrações dedicadas ao escritor.

No domingo, dia 06, o convidado é o cineasta Henrique de Freitas Lima. Ele participa de uma mesa redonda após a exibição da filmagem de quatro contos gauchescos, do escritor regionalista Simões Lopes Neto. A mesa redonda também terá a presença dos escritores Alcy Cheuiche, José Antonio Severo, Euclides Torres e Rivadavia Severo.

Entre os dias 7 e 11 de maio, acontecem às solenidades dedicadas a literatura e a ficção.
No sábado, dia 12, ocorrem às homenagens aos escritores caçapavanos.

O encerramento da Feira, no dia 13 de maio, terá o almoço festivo “Homens na cozinha”, promovido pelo Lions Clube, com a presença de Anonymus Gourmet e Alarico.

Oficinas são uma das atrações na Feira do Livro


 fonte:
Jornal Gazeta de Caçapava
 
Entre as atividades da 22ª Feira do Livro, que acontece de 04 a 13 de maio, destacam-se as oficinas literárias. A proposta é despertar a criatividade, desenvoltura, clareza, flexibilidade de idéias e também a concisão e expressividade na redação.

Nesta edição, cinco oficinas serão oferecidas: Poesia para crianças e jovens, de Dilan Camargo; Literatura Infanto-Juvenil e Conto, de Jane Tutikian e Oficina de Poesia e Criatividade - Os Elefantes Também Voam, de Mário Pirata. Desconstruindo Preconceitos, de Maria Rita Py Dutra, e Coco de Roda, por Juliet Castaldello, completam a programação.

O escritor Dilan Camargo falará sobre como ler, interpretar e vivenciar a poesia em sala aula. Também tratará da redescoberta da palavra poética, da sensibilização pela leitura, da poesia como jogo lúdico de palavras, sons, ritmos; leitura em voz alta e expressão corporal. Esta oficina acontece nos dias 7 e 8 de maio, das 9 as 12h.

A escritora Jane Tutikian tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Portuguesa e Luso Africanas. Tratará sobre literatura, identidade e história. Ficcionista, recebeu vários prêmios literários, entre eles o Jabuti. É Patrona da 57ª Feira do Livro de Porto Alegre. Sua oficina será no dia 11, das 9h às 12h e no dia 12, das 8h30min às 11h30min.

A oficina literária de Mário Pirata será sobre jogos de expressão e linguagem. Tem como principais objetivos estimular o exercício, o manuseio amplo e diversificado da leitura; trabalhar a criatividade e a relação entre diferentes formas de expressão, assim como oportunizar situações em que as pessoas vivenciem experiências práticas que possam aperfeiçoar a sua capacidade de se relacionar e obter maior conhecimento e aproveitamento do seu potencial, para o fortalecimento auto-estima. A oficina acontece nos dias 9 e 10 de maio, das 9 às 12h.

As oficinas Desconstruindo Preconceitos e Coco de Roda custarão R$ 25,00 cada e as demais de R$ 50,00. O pacote para as cinco oficinas é de R$ 130,00. Serão realizadas no Clube União e no Instituto Dinarte Ribeiro.

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Smec) entregará certificado aos participantes que tiverem 100% de presença. As inscrições podem ser feitas na Smec e na Paróquia Nossa Senhora da Assunção. Informações pelo telefone 3281-1250 ou pelo e-mail: smec@cacapava.rs.gov.br.

Patronesse da Feira do Livro da Capital estará em Caçapava

fonte: Jornal Gazeta de Caçapava

A atual patronesse da 57ª Feira do Livro de Porto Alegre, Jane Tutikian, é uma das atrações do 22ª Feira do Livro de Caçapava. A conhecida escritora enriquece a programação da mostra caçapavana, ministrando oficina literária sobre o tema “o texto em sala de aula”, direcionada para o magistério, em especial para os docentes do ensino fundamental. A oficina ocorre sexta-feira, dia 11 e sábado, dia 12, no turno da manhã, no Instituto de Educação Dinarte Ribeiro.
 
Na tarde de sexta-feira, a escritora terá um encontro com adolescentes, em conversa livre e descontraída. À noite, será exibido em vídeo sobre a vida e obra da autora. Jane e a escritora Maria Rita Py Dutra serão homenageadas.
 
Jane Tutikian é porto-alegrense, doutora em literatura comparada e professora de graduação e de pós-graduação em literatura na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faz parte da Academia Literária Feminina do Estado, entidade que tem como objetivo ajudar na valorização cultural e intelectual da mulher. Ganhou diversos prêmios literários, como Prêmio Açorianos de 2001, na categoria infanto-juvenil; Prêmio Livro do Ano de 2004, na mesma categoria, da Associação Gaucha de Escritores e Prêmio O Sul, em 2007, por incentivo à literatura.
 
Autora de vários livros, é apontada como um dos principais expoentes da literatura infanto-juvenil.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Uma estátua muito viva na Feira do Livro

Bahrone e Marina Colasanti

Na abertura da Feira do Livro, no dia 4 de maio, está prevista a performance de poesia com o estatuísta Marcos Bahrone, representando a figura de William Shakespeare.

O ator Bahrone, que desenvolve suas atividades no Parque da Redenção em Porto Alegre, e que esteve em Caçapava do Sul no segundo aniversário da Casa do Poeta Caçapavano. Foi convidado para voltar com nova performance. Ele, que consegue ficar totalmente imóvel em meio à multidão, parecendo adormecido, desperta a curiosidade e o interesse dos expectadores e transeuntes.

Marina Colasanti, referindo-se à Bahrone, diz que ele é uma estátua por fora e poeta por dentro, que suas estátuas variam, mas o poeta é sempre o mesmo. Esse poeta se manifesta quando alguém deposita dinheiro aos seus pés para, em troca, receber um poema. Nesta situação Bahrone desce do pedestal e, cheio de movimentos, recita Shakespeare, Drummmond, Quintana, Pessoa e outros. Marina diz que o ator pensa nessa imensa produção poética enquanto está imóvel: “trancado na estátua que escolheu, um poema atrás do outro fluem silenciosos debaixo da pele de bronze, da pele de prata, da pele de mármore ou ouro”.

O artista, se for do interesse da comunidade, pretende ficar mais uns dias na cidade de Caçapava do Sul, no decorrer da Feira do Livro.

Pedro Vanolin Macedo

XXII Feira do Livro na Rádio Caçapava

Oldemar Santos
Oldemar Santos e Marcelo Marques

A XXII Feira do Livro de Caçapava do Sul tem notícias atualizadas na mídia falada, semanalmente, às quartas-feiras às 10:30h, até o período da feira, no Programa Ligação Direta com Oldemar Santos, na Rádio Caçapava.

Nesta quarta (11/04), foi disposto sobre as cinco Oficinas Literárias que serão oportunizadas na feira, ou seja: “A poesia para crianças e jovens” de  Dilan Camargo, “Literatura Infanto-Juvenil e Conto” de Jane Tutikian e “Oficina de Poesia e Criatividade – Os Elefantes Também Voam” de Mário Pirata. Ainda, com 4h de duração, as oficinas “Desconstruindo Preconceitos” de Maria Rita Py Dutra “Coco de Roda” por Juliet Castaldello.

Acompanhe em:
http://blogdoligacaodireta.blogspot.com.br/


terça-feira, 10 de abril de 2012

As cinco oficinas literárias da 22ª Feira do Livro

http://www.farrapo.com.br/portal/index.php?i=2&n_num=1002

As Cinco Oficinas Literárias da XXII Feira

A XXII Feira do Livro de Caçapava do Sul, que acontece de 04 a 13 de maio próximo, tem o objetivo de promover ação cultural possibilitando ao visitante a oportunidade de vivenciar ações literárias em suas diversas expressões.

Entre as atividades da 22° edição destacam-se as Oficinas Literárias que visam impulsionar ao participante a criatividade, a desenvoltura e clareza na comunicação, a flexibilidade de idéias e ainda, a concisão e expressividade na redação.

Na última edição da feira, em 2011, os escritores Luís Augusto Fischer, Liana Timm e Marô Barbieri proporcionaram oficinas desenvolvendo e soltando a imaginação dos interessados, resgatando o prazer da criação e ainda o crescimento educacional e cultural. Historicamente as oficinas têm se caracterizado por ensinamentos inesquecíveis como as dos escritores Moacyr Scliar, Paixão Cortes, Luiz Antonio de Assis Brasil, Walter Galvani e Carpinejar.

Nesta edição, cinco oficinas serão ministradas durante o período de realização da XXII feira: “A poesia para crianças e jovens” de  Dilan Camargo, “Literatura Infanto-Juvenil e Conto” de Jane Tutikian e “Oficina de Poesia e Criatividade – Os Elefantes Também Voam” de Mário Pirata. Ainda, com 4h de duração, acontecerão as oficinas “Desconstruindo Preconceitos” de Maria Rita Py Dutra “Coco de Roda” por Juliet Castaldello.

O escritor Dilan Camargo tratará dos temas: como ler, interpretar e vivenciar a poesia em sala aula; a redescoberta da palavra poética nas crianças, os jovens e os adultos; sensiblização pela leitura muito mais do que o "ensino" formal da poesia. Ainda a poesia como jogo lúdico de palavras, sons, ritmos; leitura em voz alta e a expressão corporal através da poesia.  Esta oficina será nos dias 7 e 8 de maio, das 9 as 12h.

A escritora Jane Tutikian têm experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Portuguesa e Luso Africanas. Atua principalmente com os temas: literatura, identidade e história. Ficcionista, recebeu vários prêmios literários, entre eles o Jabuti. É Patrona da 57ª Feira do Livro de Porto Alegre. Sua oficina será das 9h às 12h, no dia 11, e 8:30h às 11:30h, no dia 12.

A oficina literária de Mário Pirata tratará de jogos de expressão e linguagem e tem como principais objetivos estimular o exercício, o manuseio amplo e diversificado da leitura; trabalhar a criatividade e a relação entre diferentes formas de expressão e oportunizar situações em que as pessoas vivenciem experiências práticas que possam aperfeiçoar a sua capacidade de se relacionar e obter maior conhecimento e aproveitamento do seu potencial humano, para o fortalecimento da sua auto-estima. A oficina acontecerá nos dias 9 e 10 de maio, das 9 às 12h.

A oficina “Coco de Roda” acontecerá no Clube União Caçapavana no dia 8 de maio (terça-feira), às 15:30h.  A oficina “Desconstruindo Preconceitos” será no dia 11 de maio (sexta-feira), às 14h. Esta e as demais oficinas serão realizadas no I.E.E. Dinarte Ribeiro.

As oficinas “Desconstruindo Preconceitos” e “Coco de Roda” têm o custo individual de R$ 25,00(vinte e cinco reais) e as demais de R$50,00 (cinqüenta reais).  O pacote, com as cinco oficinas é de R$130,00 (cento e trinta reais). Será fornecido certificado, emitido pela Secretaria Municipal da Educação – SEDUC, a todos aqueles que tiverem 100% de presença. As inscrições já podem ser feitas na SEDUC e na Paróquia Nossa Senhora da Assunção. Informações:podem ser obtidas pelo telefone (55) 32811250 ou pelo e-mail: smec@cacapava.rs.gov.br.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Mais de 300 inscritos no 3º Prêmio Literário Legislativo


Alunos do ensino fundamental, médio e superior e pessoas da comunidade em geral têm até hoje para se inscrever no 3º Prêmio Literário Legislativo, realizado pela Casa do Poeta (Capocaça) e pela Câmara de Vereadores.

Até o encerramento desta edição, mais de 300 trabalhos foram enviados. Segundo a presidente da Casa do Poeta (Capocaça), Felícia Teresinha Lopes Soares, o concurso superou as expectativas.

- Em relação ao ano passado, tivemos o dobro de inscritos. Muitos trabalhos foram enviados por email, inclusive de fora do estado e do país - disse Felícia.

Formada por uma equipe de professores de Língua Portuguesa e sócios da Casa do Poeta, a comissão avaliadora selecionará os melhores contos e poesias entre os dias 09 e 11 de abril. As poesias selecionadas serão publicadas num livro, que será lançado em sessão solene no dia 10 de maio, durante a 22ª Feira do Livro. 

domingo, 8 de abril de 2012

Oficina de poesia e criatividade na Feira do Livro

http://www.farrapo.com.br/portal/index.php?i=2&n_num=985

A oficina literária de Mário Pirata, que acontece nos dias 9 e 10 de maio, durante a 22ª Feira do Livro de Caçapava do Sul, tratará de jogos de expressão e linguagem tem como objetivos estimular o exercício, o manuseio amplo e diversificado da leitura; trabalhar a linguagem, a criatividade e a relação entre diferentes formas de expressão; oportunizar situações em que as pessoas vivenciem experiências práticas que possam aperfeiçoar a sua capacidade de se relacionar e obter maior conhecimento e aproveitamento do seu potencial humano, para o fortalecimento da sua autoestima.

Serão abordados os seguintes conteúdos:
 - aquecimento e relaxamento através de técnicas diferenciadas;
- apresenta as cantigas de roda como suporte para reflexão sobre o processo de construção do conhecimento como uma obra coletiva da humanidade;
- utilização da dança e da expressão corporal como instrumentos motores que ativam todas as áreas proximais ligadas ao desenvolvimento do pensamento e da capacidade de reconhecer, elaborar e manifestar sentimentos;
- implemento da atividade teatral como linguagem do movimento e do protagonismo na criação de personagens e histórias;
- emprego de brincadeiras com trocadilhos, jogos, advinhas, charadas, quadras, ditados populares, canções e trava-línguas como elementos impulsionadores da aquisição, do aperfeiçoamento e do uso da linguagem e como recursos lúdicos para a construção do conhecimento;
- trabalho com a palavra como representativa conquista da humanidade, na perspectiva de potencializar as possibilidades de criatividade e de aprimoramento da aptidão lingüística na criança;
- expansão do imaginário através do lúdico, evidenciando-o como dimensão basilar para todo e qualquer planejamento para as ações educativas e como instrumento da estética e do emocional nas diferentes interfaces da educação.

Como metodologia a oficina tem a utilização da interatividade com o grupo, suscitando um clima de descontração através de dinâmicas, jogos, brincadeiras, relaxamento, poesias, textos criativos, instrumentos de percussão, com a finalidade de propiciar ao professor uma compreensão fácil e criativa dos conteúdos; apropria-se do método indutivo como estratégia para facilitar o diálogo do educador consigo mesmo, com o outro e com o grupo.

A oficina está voltada para profissionais da área da educação e animadores culturais. Está estruturada também para alunos de 2º e 3º graus, formando-se os grupos por níveis de interesse e etapas de amadurecimento e aprendizagem.

SERVIÇO
Oficina de Poesia e Criatividade – Os Elefantes Também Voam – com Mario Pirata
Dias 9 e 10 de maio, das 9 às 12h, no I.E.E. Dinarte Ribeiro.
Investimento: R$ 50,00
Será fornecido certificado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura – SMEC
As inscrições já podem ser feitas na SMEC e na Paróquia Nossa Senhora da Assunção.
Informações: podem ser obtidas pelo telefone (55) 32811250 ou pelo e-mail: smec@cacapava.rs.gov.br

Clique aqui para saber sobre o Mário Pirata

Prêmio Literário tem mais de 300 inscritos

Edição: Gazeta de Caçapava



Alunos do ensino fundamental, médio e superior e pessoas da comunidade em geral têm até hoje para se inscrever no 3º Prêmio Literário Legislativo, realizado pela Casa do Poeta (Capocaça) e pela Câmara de Vereadores.

Até o encerramento desta edição, mais de 300 trabalhos foram enviados. Segundo a presidente da Casa do Poeta (Capocaça), Felícia Teresinha Lopes Soares, o concurso superou as expectativas.

- Em relação ao ano passado, tivemos o dobro de inscritos. Muitos trabalhos foram enviados por email, inclusive de fora do estado e do país - disse Felícia.

Formada por uma equipe de professores de Língua Portuguesa e sócios da Casa do Poeta, a comissão avaliadora selecionará os melhores contos e poesias entre os dias 09 e 11 de abril. As poesias selecionadas serão publicadas num livro, que será lançado em sessão solene no dia 10 de maio, durante a 22ª Feira do Livro. 


sábado, 7 de abril de 2012

“Desconstruindo Preconceitos” por Maria Rita Py Dutra

Maria Rita Py Dutra
 
No dia 11 de maio - sexta-feira - dia dedicado à Literatura Infanto-Juvenil e Conto, a escritora Maria Rita Py Dutra tem participação confirmada na XXII Feira do Livro de Caçapava do Sul. Vem ministrar uma oficina literária – à tarde – e proferir uma palestra – à noite – trabalhando o tema sobre o racismo em abordagem pela literatura infantil.

A oficina é um espaço de construção do conhecimento, que se realiza em nos seguintes momentos:

  •  Problematização;
  •  Teorização;
  • Atividades práticas: realizadas pelo grupo, como por exemplo: elaboração de poesias, construção de textos e dramatizações 
  • Encerramento: geralmente, neste momento o grupo define que atividade poderá desenvolver na sua área de atuação para explorar mais o tema.

Maria Rita é Pedagoga pela UFRGS, com Mestrado em Antropologia, em 2011, pela UFSM, onde tratou o tema “Etnicidade Migrações e Poder”. 

A oficina começa às 14h, no I.E.E. Dinarte Ribeiro.